Botafogo 1 x 0 Fortaleza

Botafogo x Fortaleza Alex Santana
Comemoração do gol Alvinegro: Rodrigo Pimpão, o autor do gol (Alex Santana) e Erik
Foto: Alexandre Loureiro/ Eleven/ Lancepress

Talvez você não entenda o início desta crônica, mas (como sempre) ela fará sentido no final. Cheguei cedo ao estádio Nilton Santos ontem (mais cedo do que o habitual. Junto de um amigo da faculdade, fomos fazer um trabalho de cinematografia onde (em tempos de filmes de heróis e Vingadores recentemente no cinema), decidimos dividir o trabalho em duas partes e, em uma delas, independente da época, escolher um "herói" do Botafogo. O trabalho ainda não está pronto (e não vou prometer), mas quem sabe depois da apresentação na faculdade, eu não o divulgue aqui? Posso lhe adiantar que o goleiro Jefferson foi um dos escolhidos: Túlio e Loco Abreu figuraram na lista (esses nomes foram escolhidos por torcedores que entrevistamos ao redor do Nilton Santos! O "herói" que eu escolhi foi o ídolo Mendonça. Pegue essa última sentença que fará muito sentido no decorrer da crônica...

A última entrevista foi feita no estacionamento do estádio com dois amigos meus; por falar em amigos (como de praxe e eu sempre cito aqui) encontrei vários! Havia combinado com um desses amigos, mas houve uma série de desencontros e não foi possível ir lhe cumprimentar. O amigo da faculdade que estava comigo ganhou de presente (ele não iria assistir ao jogo) um ingresso (meia entrada) e, depois disso, fomos beber um gelo e fazer um lanche (ele também bebeu, mas por motivos particulares, não foi bebida alcoólica), depois disso, entramos no estádio. Quase esqueço de dizer, explicar, informar, sobre o final do primeiro parágrafo: quando eu falei sobre o Mendonça, eu ainda não estava sabendo do acidente que ele havia sofrido, quem me informou foram os amigos com os quais encontrei no estacionamento.

Gatito fez boas e grandes defesas - na minha opinião um dos nomes do jogo - Fernando entrou no lugar do contestado Marcinho e, se formos levar em consideração quando Fernando foi substituído por Marcinho no segundo tempo, a opinião de alguns torcedores, não sei se por birra ou por méritos (talvez as duas coisas), o torcedor gostou da atuação do Fernando. Ainda falando sobre o Marcinho, houve pelo menos uma vez que o critiquei e cheguei comentar isso com o amigo da faculdade que esteve comigo, mas no mais, não comprometeu, porém, nesse lanche que eu o questionei (aos 35 do segundo tempo) quem teve que dar uma forcinha foi Rodrigo Pimpão (outro contestado) e aos 36 (de novo ele) Rodrigo Pimpão cobre aquele perímetro da lateral sendo que, neste caso, o Marcinho esta inocente, foi em lance de velocidade que, Rodrigo Pimpão, fez toda (ou parte) da jogada chegando à linha de fundo; Joel Carli esteve bem: participativo, em lance do primeiro tempo (se não me falha a memória) o vi orientando a saída de bola dos jogadores por ali, próximo a meta do nosso goleiro Gatito; confesso que não reparei muito no Gabriel, mas creio não ter atrapalhado pois em momento algum a torcida falou mal do jogador, fosse para o bem, fosse para o mal; por fim temos o Gilson que correu pra caralho e foi elogiado por boa parte dos jogadores que estavam próximos a mim: tais torcedores (entre verdadeiros e zoando) se questionavam se iriam querer manter o Gilson ou trazer o Jonathan de volta! E agora torcedor?

Tenho o costume de sempre ser honesto com você aí do outro lado que acompanha, lê minhas crônicas; sempre digo que, se eu não consegui acompanhar certo jogador, por questão de justiça, prefiro não comentar sobre tal. Ontem, porém, eu tinha um outro motivo para que meus pensamentos dispersassem do jogo: por motivos particulares fiquei preocupado com a situação do Mendonça (internado em estado grave) e por vir em minha mente sua atenção, sua cordialidade para com todos os torcedores alvinegros, inclusive com este que vos escreve. Considero (passei a considerar) Mendonça um amigo pois, nunca poderia imaginar que, mesmo que fosse um jogador do passado, um ex - jogador, que eu teria a satisfação de estar ao lado de um! Como diria Ricardo Boechat em suas transmissões na Band News FM quando terminava um comentário sobre determinada notícia, "toca o barco" e será isso que continuarei a fazer no próximo parágrafo!

Bochecha foi bastante elogiado; teve torcedor que criticou João Paulo dizendo que ele  não estava bem no jogo e (não de forma aberta) pedindo sua substituição: discordei, achei que o jogador esteve bem no jogo sim! Sobre Cícero não farei nenhum comentário particular, contudo houve jogador o elogiando e criticando sua substituição achando que com a sua saída, Bochecha foi prejudicado; em contrapartida, pouco tempo depois que foi substituído por Alex Santana, este jogador abriu o placar com o gol que seria o gol da vitória do Alvinegro: fui perguntado depois se o gol do Alex Santana havia sido de cabeça, e respondi que não, que havia sido com os pés, o que foi confirmado pelo meu amigo universitário.

Sobre o Rodrigo Pimpão, comentei sobre a atuação dele no terceiro parágrafo: houve quem dissesse que ele não jogou bem; houve quem concordasse comigo que ele é imprescindível no time do Botafogo: nem tanto pela parte técnica, parte tática em si, mas pelo fato (sempre digo isso por aqui) pela determinação, pela GARRA que ele coloca dentro de campo; se há aqueles que não concordam comigo quando falo sobre Rodrigo Pimpão, ontem eu discordei da atuação de Erik e fui contestado: alguns dos meus amigos disseram que por alguns motivos (e suficientes) ele jogou bem sim! Por fim Diego Souza que achei estar meio "apagado" no jogo: também fui contestado, inclusive até pelo fato de ter sido este jogador que começou a trama do gol de Alex Santana!

Pude reparar que, à beira do gramado, nosso técnico (Eduardo Barroca) é bem participativo.

Fim de jogo e tive a oportunidade (como em tantas outras vezes) participar daquela farra, da festa da torcida. Do lado de fora fomos comemorar a vitória. Fui deixado pelos meus amigos em Marechal Hermes onde embarcaria em um ônibus de volta para casa. Acessei a internet e ouvi o áudio de uma amiga minha aos prantos dizendo que o estado de saúde do Mendonça era grave; quando cheguei em casa lhe enviei uma mensagem pedindo para que se acalmasse, que estava nas mãos de Deus e, em meu facebook fiz um pedido independente de religião e rivalidade que orassem pela vida desse ser humano sangue bom!

#ForçaMendonçaestamoscomvocê!
É BOTAFOGO PORRA!
Saudações Alvinegras!




Botafogo 1 x 0 Fortaleza Botafogo 1 x 0 Fortaleza Reviewed by Thiago de Castro on maio 06, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias