Ex-técnicos do Bota cobram juntos mais de R$ 3 milhões do clube na Justiça

Eduardo Húngaro e René Simões, técnicos do Botafogo em 2014 e 2015, respectivamente, colocaram o Botafogo na Justiça por dívidas trabalhistas. Em comum acordo com as duas partes, o clube busca uma composição financeira com os treinadores. As conversar com Húngaro estão mais avançadas. Juntos, os dois cobram R$ 3,2 milhões.

Contratado para assumir o Botafogo em 2015, o técnico René Simões, vice-campeão carioca, fazia um bom trabalho, mas não resistiu a eliminação precoce na Copa do Brasil diante do Figueirense, em pleno Nilton Santos. Simões cobra aproximadamente R$ 2,5 milhões do Alvinegro, referentes a vínculo empregatício, horas extras por comandar o time fora do Rio de Janeiro danos morais e prêmios não pagos pela diretoria, que contesta o valor.

Já Eduardo Húngaro, estava no Botafogo desde 2010 e foi promovido ao cargo de treinador profissional para comandar o time na fracassada participação na Taça Libertadores da América, em 2014, e cobra do Glorioso aproximadamente R$ 720 mil de dívidas referentes a atrasos salariais.



Foto: Reprodução
Por: Igor Melo
Ex-técnicos do Bota cobram juntos mais de R$ 3 milhões do clube na Justiça Ex-técnicos do Bota cobram juntos mais de R$ 3 milhões do clube na Justiça Reviewed by Informe Botafogo on julho 26, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias