Documento que "liberava" Larrea era inválido

Apesar de ter sido criticada pela torcida, parece que a diretoria do Botafogo acertou ao não contratar o volante Pedro Larrea. A Federação Equatoriana de Futebol emitiu na última quinta-feira um comunicado oficial através de seu site, onde dizia que o documento que liberava Larrea para atuar por outro clube era inválido.

Segundo a nota, “o documento de referência não tem validade desde a emissão do referido ainda não foi resolvida pela Casa”. Assim, o caso do atleta ainda segue indefinido.

O documento entregue ao Botafogo, supostamente assinado pelo Secretário da Câmara de Mediação e Resolução de Litígios da FEF, liberava provisoriamente Larrea para jogar em qualquer equipe nacional ou do exterior.

Confira a íntegra a nota (traduzida para o português):

Hoje (quinta-feira) na conta do Twitter @ joslui13, Jose Luis Cuachisaca, um documento supostamente assinado pelo Secretário da Câmara de Mediação e Resolução de Litígios da Federação Equatoriana de Futebol, aparece Ab. Carlos Cordova Gavilanez que uma resolução desse órgão em relação a um caso que é do conhecimento público e que envolve o jogador Pedro Sebastian Larrea Arellano é anotado.

O documento de referência não tem validade desde a emissão referido ainda não foi resolvida pela Casa.




Por: Igor Melo
Documento que "liberava" Larrea era inválido Documento que "liberava" Larrea era inválido Reviewed by Informe Botafogo on janeiro 15, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias