Um sábado cinza. Cinza grafite.


Foto: ESPN.com.br


No sábado, um atacante que disputou a Copa do Mundo de 2010 voltou ao país e reestreou por essas bandas. Não. Não vestiu a camisa do Botafogo. Falo do Grafite, com passagens de destaque no São Paulo e futebol alemão e voltando ao clube que despontou no cenário nacional treze anos depois. Grafite voltaria a vestir a camisa do Santa Cruz.

Lembram de uma postagem recente aonde eu falava da "doce Série B" (clique aqui)? Pois é. Agora, posso ser xingado. Sim, tenho a culpa no cartório, mas o nosso Botafogo colaborou para esses xingamentos. Nessa postagem, falava que, mesmo com o time tropeçando, o Botafogo continuava líder da Série B.

O time continua sem vencer e, dessa vez, os adversários não cooperaram. Três times, Vitória, Bahia e América, venceram seus jogos na rodada e nos ultrapassaram. Somos o quarto colocado, atualmente. Em um Mundão do Arruda completamente tomado pela torcida Coral, o Botafogo não foi páreo para o Santa Cruz e foi derrotado por 1 a 0, gol de Grafite.

Foto: Diário de Pernambuco
Há quatro partidas sem vencer, o Botafogo teve mais um dia negro em sua jornada pela divisão de acesso do futebol nacional. Ou melhor, o Botafogo teve um dia cinza. Cinza grafite. Assim como o Santinha mas, no caso deles, é no sentido positivo.

O artilheiro deles está de volta.

Foto: Coral NET.
Por: Thiago Hildebrandt.
Um sábado cinza. Cinza grafite. Um sábado cinza. Cinza grafite. Reviewed by Thiago Hildebrandt on agosto 11, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias