Em 180 minutos com o placar zerado no Nílton Santos, Botafogo (ainda) é líder isolado da Série B

Com mais um empate em zero a zero no Nílton Santos, o Botafogo continua com a colaboração dos seu adversários e se mantém na liderança do campeonato. Agora, quatro times (Vitória, Bahia, América e Náutico) estão a dois pontos de diferença e o sexto colocado, Paysandu, a três. Na próxima rodada, o Botafogo viajará até o Recife para enfrentar o Santa Cruz no sábado, 16h30.

Foto: Vitor Silva
No retorno de Ricardo Gomes após ficar mais de três anos afastado do cargo, Jefferson ficou os noventa minutos assistindo à partida de um lugar privilegiado: dentro de campo. O adversário pouco ameaçou a meta do arqueiro. Mas o Botafogo não ficou muito atrás. Foram poucas as chances de fazer o gol.

No primeiro tempo, foram duas boas chances. Na primeira, aos 25, Carleto passou para Diego Jardel, o camisa 10 cruzou e Luis Henrique completou para fora, com o goleiro adversário fora do gol pois tinha saído em falso. E aos 41, Carleto cobrou uma falta e o zagueiro grandalhão Luis Otávio quase faz contra.

Foto: Vitor Silva

No segundo tempo, já com Neílton no lugar do Sassá no intervalo, o Botafogo pouco evoluiu e continuava com dificuldades em criar chances de gol. Novamente, foram apenas duas boas chances. Na primeira, aos 18, o próprio Neílton recebe passe de Carleto e, livre na grande área, chuta cruzado e para fora. Já aos 37, após escanteio cobrado pela esquerda, novamente o zagueirão Luis Otávio quase faz contra. Ele era o nosso "melhor atacante" na partida, pois teve as melhores chances.

Foto: Vitor Silva
Para não dizer que não foi falado das flores, já que o Botafogo era apático e não conseguia pressionar nos minutos finais, o Luverdense colocou o Jefferson para trabalhar nos acréscimos em uma finalização de fora da área. Mas o goleiro titular da seleção brasileira defendeu bem no seu canto esquerdo rasteiro, fazendo uma defesa segura.

Agora, será uma semana de treinos para que o técnico Ricardo Gomes comece a implementar a sua filosofia de jogo. Após três empates consecutivos - sendo dois em casa - e com uma colaboração em massa dos concorrentes, é bom não contar com esse fator para sempre, pois um dia poderá se virar contra nós caso as vitórias demorem a ocorrer.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 0 LUVERDENSE

Local:  Nílton Santos, Rio de Janeiro (RJ).
Data / Hora: 1-agosto-2015 / 16h30 (de Brasília).
Árbitro: Luís Teixeira Rocha (RS).
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS).
Renda / Público: R$215.590,00 / 11.413 presentes (9.585 pagantes).
Cartões amarelos: Muralha, 44'/1°.T, Da Matta, 2'/2°.T, e Alípio 46'/2°.T (Luverdense).

BOTAFOGO: 1- Jefferson; 4- Diego, 3- Renan Fonseca, 2- Diego Giaretta e 6- Carleto; 5- Dierson e 8- Willian Arão; 11- Octávio (19- Daniel Carvalho, 26'/2º.T), 10- Diego Jardel (17- Lulinha, 25'/2º.T) e 7- Sassá (16- Neilton, intervalo); 9- Luis Henrique. Técnico: Ricardo Gomes. Suplentes não utilizados: 12- Helton Leite, 13- Roger Carvalho, 14- Emerson, 15- Serginho, 18- Tomas, 20- Navarro e 21- Rodrigo Lindoso.

LUVERDENSE:
Edson; Osman, Luiz Otávio, Everton e Paulinho; Muralha (Rafael Tavares, 18'/2º.T), Ricardo, Da Matta e Diego Rosa; Alipio (Luiz Eduardo, 31'/2º.T) e Tozin (Lucas Fernandes, 31'/2º.T). Técnico: Junior Rocha.

Por: Thiago Hildebrandt.
Em 180 minutos com o placar zerado no Nílton Santos, Botafogo (ainda) é líder isolado da Série B Em 180 minutos com o placar zerado no Nílton Santos, Botafogo (ainda) é líder isolado da Série B Reviewed by Thiago Hildebrandt on agosto 01, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias