Luta contra o Rebaixamento prejudicou o lado emocional dos jogadores mais jovens do Botafogo

Colocados sob pressão,  jovens demonstraram nervosismo excessivo no final da temporada

Por: Bruno Souza.

A marca de um rebaixamento mancha o currículo de qualquer jogador. Com os mais jovens, essa mancha pode se tornar ainda maior em jogadores que ainda buscam seu lugar ao sol no mundo do futebol. Talvez, isso sirva de explicação para o nervosismo que tomou conta dos jovens do elenco alvinegro nos últimos dias.

Os recentes desentendimentos entre o meia Gegê e o atacante Yuri Mamute, e o entre o zagueiro Dankler e o volante Andreazzi, no jogo que decretou o rebaixamento do Botafogo para a segunda divisão, deixaram explícitos o difícil estado emocional que os jovens tiveram que superar nos momentos decisivos do Brasileirão.

Dankler e Andreazzi trocaram empurrões no jogo que decretou o rebaixamento do Botafogo.          Foto: GloboEsporte.com.
Dos jogadores que se desentenderam, Dankler é o mais velho, com apenas 22 anos. Gegê e Andreazzi tem 20 anos e o atacante Yuri Mamute apenas 19 anos. Com exceção do atacante, que está emprestado ao Botafogo, todos os outros jogadores tem contratos longos com o clube e devem permanecer em General Severiano no ano que vem.

Criado em 01/12/2014, às 21:24. 
Luta contra o Rebaixamento prejudicou o lado emocional dos jogadores mais jovens do Botafogo Luta contra o Rebaixamento prejudicou o lado emocional dos jogadores mais jovens do Botafogo Reviewed by bcfsouza on dezembro 01, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias