Botafogo sofre com a rotatividade no ataque

Em 2014, time já teve mais de dez jogadores diferentes no setor ofensivo

Por: Bruno Souza

A má fase pela qual passa o time do Botafogo na temporada de 2014, encontra no setor de ataque, o grande e um dos principais vilões. Com jogadores pouco efetivos durante grande parte da temporada, o ataque do glorioso passou por várias mudanças  dentro das competições e nunca encontrou uma formação ideal.

Wallyson e Rogério são os principais atacantes do Botafogo no momento.
Até o último jogo do Botafogo, contra o Flamengo, nada menos do que 13 jogadores haviam passado pelo ataque do time na temporada. Os atacantes Sassá, Yguinho, Henrique, Elias, Wallyson, Ferreyra, Zeballos, Emerson Sheik, Bruno Corrêa, Rogério, Yuri Mamute, Jobson e Murilo, já atuaram em ao menos um, dos 54 jogos do clube em 2014.

De todos os atacantes que passaram pelo ataque do alvinegro em 2014, Zeballos é o que tem mais gols marcados na atual temporada. Mesmo sendo o artilheiro do time, o atacante paraguaio tem sido perseguido pela torcida e ficou no banco de reservas nas últimas partidas do time. Sem Zeballos, os atacantes Wallyson e Rogério se tornaram as esperanças de gol do torcedor alvinegro, pois tem sido os atacantes mais utilizados por Vagner Mancini nas últimas partidas do Botafogo no Brasileirão.

Criado em 29/10/2014, às 09:00.
Botafogo sofre com a rotatividade no ataque Botafogo sofre com a rotatividade no ataque Reviewed by bcfsouza on outubro 29, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias