Em entrevista ao UOL, Cidinho diz: 'Se marcar contra o Fla, choro de alegria'

Retirado do UOLEsporte




Ser feliz. Esse é o estilo de vida do jovem Cidinho, de apenas 18 anos. Revelado pelas categorias de base do Botafogo, o meia fez sua estreia como profissional no dia 26 de março deste ano, contra o Boavista, pelo Campeonato Carioca. De lá para cá, muita coisa mudou. Cidinho caiu nas graças da torcida, que constantemente pede a entrada do atleta nos jogos, e já balançou as redes no Campeonato Brasileiro. Com 1,69m, Alcides Júnior só não imaginava que seu primeiro gol como profissional seria de cabeça.

Enquanto a reportagem do UOL conversava com o a pequena estrela alvinegra, várias pessoas paravam para cumprimentá-lo. Entre eles um fã especial, que o acompanha desde a época dos juniores.

Venho lá da Baixada, de Mesquita, onde tudo é só alegria. Tenho que ser alegre aqui também!

"Tenho uma foto sua de quando você ainda era da base. Magrinho, rapaz", disse o aficionado, e Cidinho respondeu:

"Manda para mim, manda que eu quero ver. Magrinho, mas galã (Risos)".

Como foi para você marcar esse primeiro gol como profissional? Ainda mais de cabeça, já tinha imaginado isso?

“Nem eu esperava que fosse fazer um gol de cabeça. Sou um pequenininho no meio dos grandões. O Caio Júnior sempre pede para me posicionar dentro da área, para os meias ficarem dentro da área. Fiquei muito feliz na hora, saí correndo, não sabia nem o que fazer. Dei um abraço no professor (Caio Júnior) pela oportunidade. Agradeci também ao Flávio Tennius, preparador de goleiros. Foi ele quem me subiu no primeiro jogo no profissional. Agradei as pessoas que sempre me ajudaram".

Como foi o a transição dos juniores para os profissionais?

“Meu primeiro jogo foi contra o Boavista. O Joel Santana tinha acabado de sair. Faltavam um monte de jogador para a partida, aí o Flávio me convocou. Depois fiquei direto nos profissionais”.

Na comemoração do gol você correu emocionado na direção do Caio Júnior. Como é sua relação com ele?

“Nossa relação é ótima. Ele é o meu primeiro treinador como profissional. É uma ótima pessoa, está sempre me apoiando. Então tive que agradecer ali no momento do gol. Não só à ele, mas ao meu técnico dos juniores, que, quando perguntaram sobre mim, só falou coisas boas. Todas as pessoas que foram importantes para essa minha subida para os profissionais”.

Não sei se é uma impressão, mas você está sempre alegre, sorrindo. Você é o xodó do grupo?

“Tenho que ser feliz, né?! Venho lá da Baixada, de Mesquita, onde tudo é só alegria. Tenho que ser alegre aqui também! Sou o mais novo também, eles estão sempre me zoando... Ó aí, o Marcelo (Mattos, que passou por Cidinho e fez uma brincadeira) Então, é todo mundo me zoando, mas é só alegria (risos)”.

Na final do Carioca de juniores, contra o Flamengo, você fez o gol do título. Semana que vem tem clássico contra eles de novo. Já se imaginou fazendo mais um gol, mas pelos profissionais?

“Se um dia eu fizer um gol contra o Flamengo, eu choro de alegria! Respeito demais o time deles, mas é o grande rival do Botafogo. Precisamos ter calma, antes tem o jogo contra o Coritiba, mas vamos ver”.

Você é bem magrinho, mas já da para perceber que ganhou alguma massa muscular. Como anda seu desenvolvimento na musculação?

“Desde que eu subi, há mais ou menos três meses, já ganhei 3,5kg. Comecei a malhar quando vim para os profissionais. No juniores não tinha academia. Agora tem alimentação certinha. Mudou muita coisa”.

Continua morando em General Severiano?

“Eu fico mais em General Severiano, na concentração. Também ficam Willian, Caio e Lucas Zen. É maneiro lá, a gente se diverte, mas dentro dos limites, claro".



Por: Igor Melo
Em entrevista ao UOL, Cidinho diz: 'Se marcar contra o Fla, choro de alegria' Em entrevista ao UOL, Cidinho diz: 'Se marcar contra o Fla, choro de alegria' Reviewed by Informe Botafogo on setembro 10, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

FogoNotícias