Saber perder também é uma virtude


Confesso que não lembro a ultima vez que fui a um jogo do Botafogo e vi o time sendo aplaudido depois de uma derrota, Jair Ventura inclusive disso isso na sua entrevista depois do jogo. Ninguém quer perder, mas tem derrota que temos que aceitar, são coisas do futebol, as vezes você ganha quando ninguém espera e as vezes você também perde quando ninguém espera. Ficamos tristes, pois o diferença pro G-4 diminuiria para 3 pontos, mas ainda tem 13 rodadas, 39 pontos em disputa e muita coisa para acontecer.

Jogamos contra um time de qualidade técnica indiscutível, cheio de desfalques e improvisações e mesmo assim fomos muito superiores. Nosso time tem muitas limitações ainda, principalmente quando precisa usar o banco, mas é inegável o crescimento técnico nesse time. Nesse momento estamos em um nível técnico acima do que qualquer torcedor pudesse imaginar está. O time está muito competitivo, principalmente quando joga em casa, para quem tinha até o mês de agosto as piores perspectivas possíveis, tivemos uma grande evolução. Só não ver quem não quer.

A estratégia era a mesma usada nos jogos anteriores, principalmente diante de um adversário que adora ficar com a bola e tem o passe como uma das suas principais características. Então o Santos "tentaria" trocar passes naquele gramado horroroso, logicamente não conseguiria e o Botafogo iria roubar e sair nos contra ataques. Isso tem sido característica do time de Jair Ventura. A estratégia era essa, era. Mas...

Tudo que um time que joga fora de casa mais deseja, é fazer um gol logo no início, e o Santos ganhou um de presente ontem. Em uma falha boba do Neílton, levamos um gol (para muitos a bola era defensável) e toda estratégia de não ter a posse de bola, acabou naquele momento. O Botafogo se viu na obrigação de assumir as rédeas do jogo e foi obrigado a tentar trocar passes para furar a retranca do Santos, todos sabem que trocar passes ali naquele gramado é super, hiper, mega complicado, principalmente para um time que não tem essas características. O feitiço virou contra o feiticeiro.

Apesar de ter mais que o dobro de finalizações que o Santos, (16 x 7) o Botafogo não conseguiu converter nada disso em gol, teve bola na trave, teve gol perdido embaixo da trave, teve de tudo um pouco. Confesso que fiquei com a sensação que poderíamos está até agora lá jogando que o gol não sairia, mas apesar do resultado ter sido mentiroso, no fim das contas os 3 pontos são que importa, né?! Ninguém quer ficar jogando bem pra sempre sem ganhar, em compensação, também nunca vi um time ficar jogando bem sem ganhar por muito tempo.

Gostei até da intenção do Jair ontem na hora de mudar o time, só não gostei da execução. Ele ter recuado o Diogo e invertido o Vitor, foi uma mexida interessante, porém está difícil de aturar o Pimpão. Ele poderia pelo menos acertar alguma coisa de vez em quando, mas nem isso. Apesar de a zaga não ter comprometido, Renan e Emerson Silva estão sem confiança, um dos dois poderia ter saído e o Emerson Santos que fazia uma boa partida, poderia ter ido para a zaga. Outra coisa que não consigo entender muito é a insistida no Tanque, ele é fraco demais. Entendo que ele é o único que tem características do Canales, mas era melhor deixar o gringo do que colocar o Tanque.

Canales é centroavante, é pesado, participa pouco do jogo. O torcedor tem que parar com essa mania de julgar os jogadores com essas características, isso não é exclusividade de Botafoguense. Esses caras estão ali para fazer gols, se as oportunidades não pintarem, eles vão ficar apagados mesmo, já está na hora dessa mentalidade mudar. O Canales não teve oportunidades ontem, ele correu o tempo todo, brigou, se meteu entre os zagueiros, mas voltar para buscar o jogo não é a dele. Temos que entender a característica do jogador. Diferentemente do Sassá, que apesar de não ser um primor tecnicamente, se movimenta muito, é rápido e também sabe da opções fora da área.

Agora é virar a chave e conseguir 6 pontos nos próximos 2 jogos (Vitória e América). Primeira para será em Salvador contra o Vitória, eles mudaram de técnico e sempre que isso acontece, a motivação aumenta, porém o Argel que assumiu lá, adora uma retranca. Carli estará de volta, (passa uma segurança monstra, sem ele ontem, era um infarto em cada ataque do Santos) Lindoso deverá está a disposição, mas acho que Sassá não. Com Airton eu nem conto, deve voltar, jogar dois jogos e parar por mais 10. Temos tudo para voltar com os 3 pontos de Salvador, vamos acreditar.

Por fim, peço a todos que, parem com essa coisa de quando a torcida vai o time não ganha. Isso são nós mesmos que criamos e com certeza passa pro campo. Tem jogo que é difícil com o estádio cheio ou vazio, ontem seria difícil das duas formas, mas com o estádio cheio é um combustível a mais para os jogadores, com toda certeza. Vamos procurar ir pro estádio com otimismo e ter mais atitudes como as de ontem, isso só engrandece o time e a própria torcida e aumenta ainda mais essa comunhão.

Parabéns ao Presidente que ouviu nossos apelos e diminuiu o preço dos ingressos, o horário não ajudou muito, mas meio de semana sempre terá esse problema. Por mais jogos com preços populares.

Saudações.
Saber perder também é uma virtude Saber perder também é uma virtude Reviewed by Leonardo Machado on setembro 15, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade